Perguntas frequentes

BIOBANCO

 


 

 

O que é cultura primária?
Cultura de células primárias se refere à fase inicial do cultivo in vitro de células oriundas de tecidos biológicos. Nos métodos mais tradicionais de obtenção destas culturas, os tecidos de origem são processados por meios físicos e/ou enzimáticos e as células resultantes, dispersas, são semeadas em substratos, na presença de meio de cultivo. A cultura também pode ser obtida por explante, quando pequenos fragmentos de tecido são colocados, diretamente, sobre o substrato, para que as células migrem, gradativamente, e gerem a monocamada de células.

 O que é biobanco?
Os Biobancos de material biológico humano se tornaram um recurso necessário e de grande potencial a longo prazo, para a pesquisa biotecnológica, tanto pela forma organizada com que é aplicada ao armazenamento do material, como pela vinculação das informações associadas dos doadores e dos dados obtidos, que fazem com que os materiais doados e processados tenham o máximo possível de aproveitamento.

O Ministério da Saúde, por meio da Portaria 2201/2011 e da Resolução 441/2011, define Biobanco e estabelece as Diretrizes Nacionais para Biorrepositório e Biobanco de Material Biológico Humano com Finalidade de Pesquisa. 

Qual a vantagem do armazenamento de células em biobanco?
Células cultivadas in vitro são matéria-prima para diversas finalidades biotecnológicas, sejam elas provenientes de coleções de culturas de células de microrganismos, animais ou humanas.

O BBRJ emprega metodologia otimizada e padronizada na obtenção, na manutenção das células e no seu armazenamento em biobancos, com objetivo de garantir a conservação das suas propriedades fisiológicas fundamentais e evitar problemas recorrentes das técnicas de cultivo celular, como seleção de população, senescência e contaminações.

A idade do doador faz diferença na obtenção da cultura?
O sucesso de obtenção da cultura de células primárias é altamente dependente das características do doador do tecido biológico como, por exemplo, a idade avançada, doenças pré-existentes e diversas condições relacionadas ao seu comportamento social, como uso das substâncias: nicotina, álcool e drogas, lícitas ou ilícitas. Para compensar tais situações desfavoráveis do doador, o tamanho do tecido de partida deve ser maior do que para os indivíduos jovens ou que não fazem uso de tais substâncias.

A idade compromete a composição do tecido in vivo, o qual se modifica ao longo dos anos, podendo apresentar maior ou menor densidade da célula desejada. Um exemplo é a alteração fisiológica normal da medula óssea, na qual as células progenitoras mesenquimais decrescem em 10x, do recém-nato para o adolescente e continua a decrescer, drasticamente, a cada década de vida. Também na medula óssea, indivíduos jovens possuem frequência de células progenitoras hematopoéticas aumentadas em relação aos indivíduos adultos, em humanos e camundongos.

bcrj_large

 

 

 

 

 

Como faço para depositar uma linhagem celular no BCRJ?
Entre em contato conosco via e-mail informando quais são as células que tem interesse em depositar que retornaremos o contato.

Se sou depositário de uma determinada linhagem, posso solicitar qualquer outra cultura e pagar somente o frete?
Não. Se for depositário de uma linhagem celular, você só paga pelo frete para receber a linhagem que depositou no nosso acervo. Para qualquer outra linhagem, é necessário fazer o pedido e pagar o valor de um pedido normal.

Como faço para adquirir uma linhagem celular?
Aqui em nosso site, clique em “Serviços”. Logo depois em “Fornecimento de células” que terá todas as informações necessárias.

Ao adquirir uma linhagem celular no BCRJ, me torno depositário dela?
Não. O depósito de células é um serviço diferente da aquisição. O depósito é a inlcusão de uma linhagem celular no acervo do BCRJ.

Como as linhagens celulares são enviadas? Qual prazo de entrega?
Em garrafa de cultura de células (25cm2) sob temperatura ambiente. Para o envio em criotubos congelados, por favor, entre em contato. O prazo de entrega varia de 7 a 30 dias.

Qual o tempo máximo para solicitar uma contraprova?
O BCRJ concede um prazo de 15 dias corridos para, em caso de perda por qualquer motivo, o usuário receba uma outra amostra. Após este período é necessário a realização de um novo pedido de células.

Como faço para solicitar a contraprova e qual o valor a ser pago?
Envie um formulário de solicitação de contraprova preenchido descrevendo os procedimentos até a perda da cultura. Estas informações são importantes para que o BCRJ possa avaliar as razões da perda da cultura e, se possível, corroborar com um suporte técnico. O valor a ser pago é o custo do frete. Entre em contato por e-mail.

Como sei quais linhagens celulares o BCRJ possui?
Acesse nosso catálogo. Lá você encontrará uma lista completa com as linhagens e também um sistema de busca que o auxiliará a encontrar a linhagem desejada para sua pesquisa.

Qual a solução utilizada para o congelamento de células?
O BCRJ utiliza uma solução de congelamento composta por 95% de soro fetal bovino + 5% dimetilsulfóxido (DMSO).

Posso congelar utilizando uma outra solução de criopreservação diferente desta usada pelo BCRJ?
Sim, muitos laboratórios utilizam formulações diferentes da utilizada pelo BCRJ. As concentrações de DMSO podem variar de 5% – 10% e também dos outros componentes. Exemplo: meio de cultura 70%, soro fetal bovino 20% e 10% DMSO.